Pires convexo de faiança de Coimbra ou norte(?)

Pires e não tacinha em faiança por apresentar ligeira quebratura na elevação da aba, com ligeiro "cabelo" .
Apresenta-se de forma airosa com ligeiro covo de suporte a taça ao género (?) das que apareciam nas naus vindas da China, porque será grande para chávena (?).
Massa heterogénea com  materiais plásticos apresenta no tardoz arrepiados no esmalte.
Tonalidade de ligeiro amarelado, apenas só metade da aba pintada com ramagem em policromia ornada a grosso filete em verde no rebordo.
 O tardoz nota-se bem a conexidade do formato
Faz lembrar o tardoz das bacias usadas para o crescente da broa (fermento) que as vizinhas passavam de umas para as outras.
Outra particularidade é que na cozedura a cor verde transpareceu no tardoz.
Possível fabrico inicio século XX (?) numa olaria do centro, seja a mediar Coimbra pelo esmalte e formato, quanto ao norte pela peça, pelo motivo já evidenciado das naus atracarem em Gaia, Porto, Viana, onde os oleiros e pintores ao olhar as peças sendo suposto as copiar , e claro pela palete das cores .
Um conjunto em porcelana chinesa da minha colecção

Comentários

Postagens mais visitadas