Faiança de aba recortada e relevada com paisagem de casario norte ou Coimbra(?)

Encontrei esta travessa oval em faiança na feira de Algés. Não que seja exuberante, o que me chamou a atenção foi o rebordo relevado como Sacavém e a Vista Alegre, também produziram assim peças. Agora saber quem copiou quem, não faço ideia, porque julgo a inicial é copiada de Inglaterra(?).
O motivo central da travessa apresenta-se em policromia com um rio ( Mondego ou Douro) pintado em azul claro e nele barcos, nas margens casario alto com telhados diferentes a vermelho, defronte na outra margem com cúpulas e arvoredo a verde ervilha. No céu supostas aves.
O rebordo pintado em esponjado a meia tinta num azul desmaiado.
Tardoz  na evidência do rebordo recortado, esmalte em pasta homogénea no tom "branco sujo". Marcas das trempes.
Com um pequeno "cabelo com um "gato".
Foi utilizado barro vermelho, nota-se no escorrido.
Apesar de não estar marcada, poderá tratar-se de faiança de fabrico de Coimbra  ou do norte (?)
Motivo de paisagem com um rio ao meio a mediar as margens, pode ser o Mondego ou o Douro.
Uso do barro rosado, pesada e recorte na abas, atributos a ambas.
A tonalidade do esmalte escura aventa ser fabrico de Coimbra. Porém  pode ser do norte (?) pela aba relevada.
Provável fabrico finais do século XIX inicio de XX (?).
Lembro um prato na casa de um familiar que tinha sido herdado de um padre na região centro, com muita certeza produção de Coimbra, decorado com a  mesma pintura a mais pequena, à direita. Por isso seja a minha inclinação por hora desta travessa para fabrico de Coimbra.
 Mereceu honras na sala, claro destronou outra!

Comentários

Postagens mais visitadas