Prato com ave e palmitos do norte, Darque ou SAVP (?)

Mal os meus olhos bateram neste prato o quis logo trazer comigo, o pior foi mesmo engolir em seco o preço tabelado...Deixei-me muda a ouvir as lérias do costume do vendedor, homem carismático, de estatura baixa, seco de carnes, sisudo, de amargo feitio, o melhor é ficar calada a ouvir e ter calma..." já cá esteve um colega meu que me ofereceu X... é do século XVIII... se não tivesse as "duas dentadas" na aba quando lhe tiraram o arame e,...Perdi a cabeça por ser extremamente decorativo, mais um para a minha coleção...
Prato de grande dimensão, 33 cm de diâmetro. Pesado. Textura de barro com mistura (branco com vermelho) compata quase homogénea ,apresenta ligeiros "buraquinhos na massa", com ligeiro côncavo que se centra ao meio e se reflete no tardoz onde assenta por ser mais fundo se apresenta "roçado" de tanta utilização.
Peça interessante pela decoração estampada que preenche praticamente todo o prato. Ao centro apresenta uma composição floral em policromia com motivos vegetalistas, ramagens de vários tamanhos intervaladas com três grandes flores, poisada na do centro uma ave  em ocre com as asas em amarelo mais claro serpenteadas de palmitos em castanho forte a rondar o preto e manganês, sendo encimada por outras ramagens menores em policromia. No limite do covo um filete em grega ou ziguezague em ocre seguido de largo esponjado em manganês, até ao limite da aba, que se apresenta decorada em reservas a amarelo com vários tipos de palmitos em policromia. Vidrado estanífero brilhante com craquelê .
Apesar do meu livro da Louça de Viana não ter nenhum exemplar semelhante com a ave...
O prato apresenta-se sem marca, não havendo dúvida na sua atribuição ao fabrico norte. 
Provável  Afurada, da penúltima fase Darque(?), SAVP (?) ou Fervença (?) de meados de 1800(?).
O copianço dos motivos é flagrante em fábricas relativamente perto como no norte havia muitas sediadas em Gaia. Seja a estampa com flores de três bicos, o craquelê, o esmalte branco translúcido, o esponjado e a pincelada gorda do manganês escuro a rondar o preto que me interrogo se não é SAVP?
Comparação com peça de coleção do Museu Alberto Sampaio atribuída a Darque(?)
A única que encontrei com o motivo de grega ou ziguezague
Comparação da ave, palmitos  e lágrimas na folhas a outra cor com a peça do 3º período de laboração da Fábrica de Darque do acervo da Câmara de Viana do Castelo.
Livro Meninos Gordos Isabel Maria Fernandes 
Palmitos
O tardoz com arrepiados no esmalte evidencia fabrico de Darque(?)
Ao meio a evidência referida anteriormente do ligeiro côncavo ao centro
A cor do barro de ligeiro rosado e os arrepiados no esmalte pelas matérias plásticas
 Outro grande prato da minha coleção, fabrico norte, atribuído a Darque(?)
Como não há dois sem três, outro prato da minha coleção de tamanho pequeno e muito leve, julgo que esta decoração não sejam  palmitos (?) em policromia por serem diferentes dos habituais parecem tochas(?) e as pinceladas em manganê, são muito abertas e desmaiadas, bem diferentes das outras ou de pincelada finas ou gordas...Produção norte, pela excelsa qualidade de fabrico pode ser Darque, SAVP ou Fervença(?).

Comentários

Postagens mais visitadas