domingo, 18 de outubro de 2015

Par de jarras de altar fabrico norte M.A.DA ROCHA(?)

Comprei em Setúbal este par de jarras que o colega, ou as partiu no caixote, que nunca acondiciona as peças, ou já as comprou fraturadas, achou por bem restaurar para "puxar dinheiro". O problema é que fez um péssimo restauro com materiais comprados nos "chineses" mas acreditem tive o prazer de enxovalhar à fartasana pela idiotice, ainda o enervei quando com a unha tentava retirar o excesso de acrílico azul com isso deixei o barro vermelho com que encheu as faltas, à mostra...

Furiosa por ver tão mau trabalho de restauro ainda assim não as quis perder, a pensar na alegria em as poder mostrar e partilhar com os meus muitos visitantes, apesar de caras.

Nesta foto descubram o barro vermelho num dos sítios onde fez restauro...
Jarra rodada, de bojo redondo, ombro com ressalto, carenada e colo alto, com estrangulamento central, bordo virado para o exterior e pé alto de base circular com estrangulamento na ligação com o bojo. 
Faiança com esmalte branco e decoração pintada e estampilhada a azul. 
Bojo decorado com uma paisagem oriental com pagodes e palmeiras, com nuvens estilizadas no céu ao género do motivo cantão popular. 
Em volta da base e no colo, cercadura de tracejado oblíquo, seguida de filete ondulante, entre barras azuis escuras.
Análise da base dos pés das jarras, de formato ligeiro abaulado do rebordo com o frete  rebaixado ao meio em forma delicada, belo.
Uma das carateristicas de atribuição de fabrico de SAVP (?).
Mas também a M. A. DA ROCHA

 Museu Nacional Soares dos Reis século XIX atribuído a Gaia ou Porto

O mesmo pé fechado como as minhas jarras
 Fragmentos resultantes da escavação na FSAVP em tonalidade azul mais escura
Foto retirada de A Fábrica de Louça de Santo António de Vale de Piedade, em Gaia: arquitetura, espaços e produção semi-industrial oitocentista / Laura Cristina Peixoto de Sousa
  • O 1º fragmento evidencia no pagode janela com traços na diagonal e a direto. Vejam-se as diferenças do motivo cantão popular com carateristicas que nos ajudam na catalogação: 
Também uma espécie de dois olhinhos na direita
No fragmento abaixo a ramagem do salgueiro para baixo
Uso de tracejados
Bordadura  em silva do prato com casario vário, alto e baixo 

 Museu Nacional Soares dos Reis século XIX atribuída a Gaia ou Porto

No OLX, a pintura do casario(pagode) diferente, mas carenada eo vidrado mui parecido
Mas o pé é fechado

Concerteza  em segurança o meu par de jarras de altar é de fabrico do norte (?)

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Souvenir da Fábrica Cesol de Coimbra

    Caneca da Fábrica CESOL de Coimbra anos 50. Pintura monocromática em castanho . Imagem de Nossa Senhora da Rocha dentro de um coração en...