quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sacavem em produção de três fábricas diferentes

A minha amiga  Leonor Ceia há tempos ofereceu-me uma série de objetos  pertença uns da sua querida avó, outros da sua querida mãe - destaco duas travessas em dois tamanhos com a mesma bordadura em estampa de florzinhas  e dourados nas pegas - produção da Vista Alegre.

 Pormenor da pega floreada em relevo com dourados


Pratinho da  Sacavém da mesma época  1885 com o mesmo motivo de florzinhos - mais encantadoras, noutra versão à posterior nas travessas sem as nervuras na aba com as flores  ligeiramente diferentes.
Outra travessa mais pequena de aspeto amarelado pelo largo uso -,  por se tratar de pó de pedra e não porcelana verdadeira - o que evidencia fabrico anterior à descoberta do caulino que ocorreu em 1832.


Nota-se nesta foto um picotado e relevo de desenho que não foi pintado optando pela cercadura das florzinhas.
Curiosamente na 1ª feira de velharias de Alcochete fui reencontrada por uma habitual visitante deste blog - numa conversa casual diz-me - não me diga que o seu blog é o Lérias...farto abraço comovido.
Da parte da tarde - a  Cíntia  trazia num saco uma travessa inglesa  decorada a azul ao centro, de aba recortada, gateada,  com os mesmos dourados nas pegas - foi o Santiago que me alertou - um dos donos da fábrica de Sacavém - Gilbert(?)  foi também dono de outras fábricas de loiça ao tempo : Vista Alegre e da inglesa onde foi feita a travessa da Cíntia - sendo que as minhas julgo não haver dúvidas do seu fabrico ser da Vista Alegre - todas têm o mesmo formato e acabamento, só diferem na estampa.
Agora o inimaginável - a Cíntia ofereceu-me a sua travessa herança da sua querida avó - trazida pelo avô um homem viajante pelo mundo.
Padrão floral com relevo nas pegas fabrico 1830(?) - O carimbo encontra-se esborratado ( com pé, esfera  termina em triângulo) é perceptível um L  e...será de  Longton (?)
As duas maiores decoram uma das minhas salas de uma das casas.A outra mais pequena está na cozinha da casa rural.
 
Foto de cortesia
  • Duas travessas e molheira da fábrica Sacavém na banca do Vitor com ligeiras diferenças no design na aba apresenta-se com nervuras vincadas em gomos
  • No entanto igual na banca da Isabel Rute  em Algés encontrei outra travessa grande da fábrica de Sacavém 

2 comentários:

  1. Olá Isabel,
    A travessa ficou liiiinda! belo post. Beijinhos.
    Cintia

    ResponderExcluir
  2. Querida Cíntia muito obrigada pelo comentário.
    Ainda bem que gostou da sua travessa, que me ofertou.
    Beijinhos
    Isabel

    ResponderExcluir

Souvenir da Fábrica Cesol de Coimbra

Caneca da Fábrica CESOL de Coimbra anos 50. Pintura monocromática em castanho . Imagem de Nossa Senhora da Rocha dentro de um coração en...