Cortesia de colegas peças de Alcobaça(?)

 Hoje apeteceu-me fazer uma mostra de faiança de colegas. Agradeço a sua cortesia.

Prato de grandes dimensões muito decorativo em bom estado.
Motivo casario entre arvoredo que se confunde com Coimbra catalogado...atribuído à fábrica Bandeira no dizer do seu dono... olhou à palete de cores.
  • Acho que é fabrico de Alcobaça.
Curiosamente apresenta um defeito de fabrico - tentem descobrir.

Aba com estampilha miúda em azul ladeada por filetes em verde desmaiado e laranja no rebordo, sendo que em  amarelo canário a contornar o covo.
Tardoz branco com ligeiros buraquinhos na textura da massa . Fabrico finais do século XIX.
Acaso não tenham descoberto o defeito de fabrico...é o monte de massa na bordadura em branco.


Comprei esta travessa em faiança motivo Cantão Popular de aba recortada fabrico de Alcobaça(?).
Impecável que ainda não sei como a vendi no mesmo dia...era para a minha coleção, mas os clientes transmitiram uma empatia que foi difícil resistir, senti logo uma infinita tristeza de a ver ir embora - tão amante que sou deste motivo . Se eu estivesse no lugar deles também ficaria radiante de a levar comigo - é este sentido de partilha - no caso venda que nos engrandece. Um casal amoroso .Vai para o Algarve....daqui a décadas voltará a falar-se dela e alguém vai questionar como uma faiança de Coimbra desceu aos Algarves...hoje tudo se movimenta entre bancas , colegas e compradores... com uma rapidez fenomenal.Passado um mês reencontrei a senhora numa inauguração de uma lojinha de chocolates na Avª da Républica, no imediato não me reconheceu por estar vestida à senhora...logo pronunciou o meu nome, estava com a filha de esperanças, disse-lhe "esta senhora é que me vendeu a travessa que vocês tanto gostaram e afinal não foi para o Algarve ficou cá...olhe que li o seu blog!"

Tardoz belo
Verifica -se  a forma de fabrico em nervuras - uma carateristica de Coimbra continuada por José Reis em Alcobaça.

Para os amantes de Santo António - um belo prato em faiança comemorativo dos 700 anos do seu nascimento em faiança de Coimbra (?)
Apresenta um cabelo e sinais de uso na curvatura do covo.
Ao centro a imagem do Santo com o Menino ao colo em castanho com incisões a preto sendo a cruz e as coroas em amarelo ocre - na barra dizeres que lhe dão a autenticidade do ano de fabrico ornado a filete manganês no rebordo.


Belo prato de textura fina - leve. Ao centro um galo em amarelo ocre suportado em rodapé de flores nas tonalidades de verde desmaiado, amarelo ocre, azul tipo cobalto e manganês forte.No limite do covo filete fino em manganês encimado por largo filete em amarelo canário e bordadura em meias luas em manganês com mosca de três pétalas em amarelo ocre no eixo de união - ornada por filete laranja no rebordo.
No dizer do vendedor trata-se de Fervença.
No caso comungo comungo a mesma teoria: pela leveza, pelo tom do manganês tipo esborratado como o cobalto que no caso da flor é tão evidente e pelas pinceladas com o términos de tinta nas folhas.

 
Tardoz branco - gateado.

Prato de grandes dimensões com pássaro ao centro em policromia cromática ladeado por ramos que se cruzam. No limite do covo ornado por duplo filete em laranja seguido de outro largo amarelo canário e barra em triângulos desencontrados nas tonalidades de laranja, verde desmaiado e manganês como cores usadas na palete
Tardoz branco a massa apresenta buraquinhos.
O motivo do pássaro foi muito pintado por Viana.

Espero que tenham gostado da amostragem de feira.

Comentários

  1. Esta mulher é dos diabos. Compra, vende, mas entra na peça como o artesão que a fabricou. Tem charme ao catalogá-las, tem timbre de erudita e gosta de partilhar , tão simples, os seus conhecimentos. Conheço a Izabel bem. Muito bem. Aventureira e de um acreditar que me inveja. Que grande mulher. Quanto às peças, além da sua descrição, são belas. A minha paixão também são as do cantão popular. Há dias, e depois de um arrependimento sem fim, vi um prato com os motivos do cantão e na aba umas violas e uns arabescos. Não comprei porque já não tinha dinheiro. Arrependo-me. Obrigado Izabel por ser minha amiga do coração. Aqui estimamo-la e é-nos familiar nas conversas.arnaldo

    ResponderExcluir
  2. Querido e bom amigo Arnaldo e Ilda - morro de saudades - verdade.Vocês foram o melhor que este 2012 me deu, e ainda não acabou...
    Meu querido amigo obrigado pelos elogios - são de todo imerecidos por serem muito favoráveis. Ainda bem que me conhece e sabe como sou - simples, atrevida,aventureira amiga sem trunfos na manga, partilho todo o meu saber - acredito na amizade pura, sem inveja, e sem outras intenções, sou franca e direta. Isto claro agrada a uns e a outros não.
    Eu também vos estimo muito e nunca esquecerei o carinho que me deferiram quase numa semana que fui invasora nas vossas vidas...sempre a falar...adoro o tratamento - Izabel -
    Há-de aparecer outro cantão ainda mais bonito noutra altura que as finanças estejam melhor. A vida está difícil para todos nós. A Dina já comprou casa, ajudei e também fiquei quase nas lonas.
    Esperamos dias melhor. Agradeça à Ilda a amêndoa - fiz um bolo onde a juntei com gila e farinha de arroz - bolo conventual a que dei o nome de Moura - por ser dessa região e lhe chamarem bolo rançoso...não gosto do nome...s+o digo divinal!
    Beijos para todos
    Izabel

    ResponderExcluir
  3. Olá Maria Isabel, pois uma vez mais peças fantásticas, embora eu goste do colorido das cores de alto fogo e dos desenhos associados, o que mais me surpreendeu foi o requinte do frete/tardoz da travessa Cantão, um requinte que mostra o bom gosto e a arte do manufactor (ou seja o oleiro).
    5* Obrigado pela partilha.
    Abraço, jsaraiva

    ResponderExcluir
  4. Olá Jorge Saraiva muito obrigado pelo seu comentário.
    Sabia que ia apreciar a travessa Cantão Popular - não me diga nada ainda estou triste de a ter vendido!
    As outras peças valem pela singularidade e raridade - é sempre agradável a nós amantes de faiança de vez em quando lhe por os olhos em cima.

    Abraço
    Isabel

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas