quarta-feira, 30 de junho de 2010

Prato em artesanato algarvio



Este prato comprei-o na feira de artesanato em Santarém
Em Outubro, no festival gastronómico, há roda de 30 anos
Logo nos primeiros, ainda não tinha nascido a minha filhota e já tem 28 anos
O artista era algarvio, além deste comprei outro que ofereci á minha irmã pelo Natal em tons de amarelo com cenas do campo
O mais interessante é que sou muito esquisita nos motivos de pintura actuais
Este prato e o outro eram únicos,nunca mais vi nada igual
Tem um brilho fenomenal, e o motivo da casa, é lindo
Mas sabem porque o comprei?
Pelas piteiras!
Quando andava no Externato António Soares Barbosa, um belo dia numa aula de português ao analisarmos um texto que falava de piteiras à borda da estrada empoeiradas,fomos questionados pela Professora D. Ilda sobre o que seriam piteiras...
Todos alvitrávamos que seriam ervas....ninguém disse que era um tipo de cacto de grande porte...nem conhecíamos!
Conclusão?
Ganhámos todos o mesmo castigo, escrever 50 vezes a denominação de piteira inscrita no dicionário...
Plantas das amarilídea das amarilidácias de folhas espessas....
Já não há Professores como antigamente!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Casaquinha de senhora para dormir em tempos de antanho



Adorei esta camisa, casaquinha de dormir
Soberba, tal o requinte
Os bordados a vermelho do monograma
  • As mulheres antigamente, as mais prendadas gostavam de ser vaidosas na sua roupa interior!

Faiança das Caldas da Rainha em amostragem


Apresento algumas peças da minha coleção.
  • Bule e açucareiro em pintura escorrida a vários tons.Uma tradição deixada pelo Bordalo Pinheiro e continuada pela sua fábrica ainda em laboração.


Os conhecedores dizem que o vidrado no fundo da peça quando é maior é fabrico de Barcelos, o que revela serem mais recatados no acabamento das peças.
 

 


Souvenir da Fábrica Cesol de Coimbra

Caneca da Fábrica CESOL de Coimbra anos 50. Pintura monocromática em castanho . Imagem de Nossa Senhora da Rocha dentro de um coração en...