Prensa, também chamada Pedra de alambique


Em granito, jaz nos jardins do Cristo Rei
Onde vi outra, maior e mais bela, artesanal, dizem ser romana,à entrada do burgo de Ourém, na parte alta antes do castelo
Estas pedras de alambique fazem parte da minha meninice
Vivia no Bairro de Sto António, haviam dois vizinhos que as tinham, mais tarde outro, já mais modernizada com o espigão ao centro em ferro tipo roda dentada
Na altura na época das vindimas era um tempo maravilhoso
Os meus pais tinham uma grande vinha na Lameira, anos de muita fartura de uvas,a opção era vender

Comentários

  1. Isa
    Gostei muito deste seu post; muito bem escrito.
    Avivaram-me as poucas memórias que tenho sobre estas vivência.Recordo- me muito vagamente das vindimas em casa da minha avó materna (só vivi em Portugal de 61 a 63);recordo melhor as desfolhadas, talvez pelo ambiente alegre. De depois de a ler, recordei-me, que também que em casa da minha avó havia um compartimento designado por loja, creio que funcionava como armzém.
    Mas,Isa, esclareça esta amiga ignorante nestas questões. Usavam-se os marmelos para tapar os almudes? De que maneira?
    Um abraço para si e continue com os seus belos escritos.
    Um bom fim de semana
    Maria Gabela

    ResponderExcluir
  2. Bem aparecida Maria Gabela
    Pertinente a sua dúvida, que em abono da verdade não esclareci lá muito bem
    A transfega do ritual do mosto(vinho que saiu do tanque nos almudes( cântaros em folha de Flandres ou mais modernos em plástico ou inox de 20 litros a caminho dos pipos)onde vai continuar a ferver durante 2 a 3 meses até perder a demasia de açúcar,e cozer( quando está bebível),o que acontece mais depressa se houver frio
    A função dos marmelos é de protecção, sem tapar o gargalo do pipo, enquanto dura esse estado de fervura(o mosto vai espumando para fora,o pipo tem de ser atestado, com mosto que ficou ou água, ao longo desse tempo,para colmatar a entrada de oxigénio, este misturado com o mosto, pode alterar o vinho quimicamente e este vir a azedar

    O porquê do marmelo?
    Na minha zona, centro ali em Ansião, distrito de Leiria, mais para o interior, deve-se a ser um fruto da época, característico nas ribanceiras dos terrenos, de consistência dura, demora mais tempo a deteriorar-se do que a maça , por exemplo
    Tem a função de afastar mosquitos e outros insectos de andarem ali à volta do orifício
    Quando finalmente o vinho deixa de ferver, atesta-se o pipo, retira-se o marmelo e fecha-se finalmente com a rolha de cortiça até acabar de cozer
    Finalmente é saborear o néctar dos Deuses!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas